sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

TAG (edições exclusivas)

Vitória
Autor: Joseph Conrad
Ilustração da capa: Tiago Berao
Projeto gráfico e ilustrações do miolo: Samir Machado de Machado
Editora: TAG / Dublinense
Acabamento: capa dura e verniz



O Vermelho e o Negro
Autor: Stendhal
Ilustração: Tiago Berao
Design: Samir Machado de Machado
Editora: TAG/Dublinense

Acabamento: capa dura


Ilustração original de Tiago Berao para a capa de "Vitória" (clique para ampliar)
A TAG Experiências Literárias é uma nova forma dentro do conceito de clube do livro, onde mediante o pagamento de um valor mensal, o assinante recebe todo mês um kit, com um livro selecionado por um curador, uma revista literária e brindes diversos. Os curadores mudam mensalmente, entre figuras conhecidas da cena literária, de escritores a pesquisadores e críticos, que indicam uma de suas leituras mais recomendadas.
Ilustração original de Tiago Berao para a capa de "O Vermelho e o Negro" (clique para ampliar)
Em 2016, contudo, quando percebeu-se que algumas das obras indicadas não possuíam traduções recentes para o português (ou, no caso de O Vermelho e o Negro, a edição mais recente era da Cosac Naify, que acabara de encerrar suas atividades), a TAG aliou-se à editora Dublinense para produzir edições próprias, exclusivas.


Detalhe das guardas de O Vermelho e o Negro
Os livros exclusivos foram, justamente O Vermelho e o Negro, de Stendhal, ao que se juntou o Vitória, de Joseph Conrad, que estava fora do mercado brasileiro há mais de sessenta anos. A criação de um modelo para o projeto gráfico das duas edições coube a mim, com ilustrações produzidas pelo artista plástico Tiago Berao.


Detalhe da lombada
Como as capas irão variar bastante, para não engessar os projetos determinou-se como únicos elementos fixos a "tag" de lombada e o selo das editoras na contracapa, partindo daí para que a arte de cada capa seja criada pensando-se nas particularidades de cada obra.

Para a capa de Vitória, por exemplo, onde a a maior parte da trama se passa numa ilha no leste asiático, imaginou-se uma visão da ilha ao sol poente, onde o lettering surge de modo discreto, junto da linha do horizonte, como se aguardasse o leitor na praia.

Para as guardas, palmeiras impressas num tom azul marinho dão o ar sombrio e solitário da ilha à noite.

Abaixo, o projeto gráfico interno de Vitória.










Nenhum comentário:

AddThis