quinta-feira, 26 de julho de 2012

Christopher Isherwood

Um autor que deveria ser mais lido e comentado, Isherwood já teve três adaptações de sua obra, a incluir Goodbye to Berlin (que virou o musical e o filme Cabaret), A Single Man (adaptado por Tom Ford em Direito de Amar) e o biográfico Christopher and his Kind (adaptado para um telefilme da BBC ano passado com o Dr. Who Matt Smith interpretando o próprio Isherwood).

A Vintage Classics UK relançou sua obra com belíssimas capas ilustradas pelo artista plástico russo Vania Zouravliov, que captam com estilo o clima de decadência elegante dos anos trinta-quarenta.

Nunca lançado no Brasil, salvo engano.
No Brasil, publicado como Um Homem Só - Diário de uma Profunda Solidão.
No Brasil, Adeus à Berlim.
No Brasil, Os Destinos do Sr. Norris.
Reúne os dois livros anteriores, Adeus à Berlim e Os Destinos do Sr. Norris.
Nunca lançado no Brasil, salvo engano

No Brasil, O Mundo ao Anoitecer.
No Brasil, publicado como Na Vida, de Passagem.

Nunca lançado no Brasil, salvo engano
No Brasil, O Memorial.

Nunca lançado no Brasil, salvo engano

6 comentários:

Line Schneider disse...

Adoro o trabalho do Zouravliov! Não tinha visto essas capas; por mais que o estilo de ilustração seja completamente diferente do que conheço das ilustrações dele, os traços mais marcantes ainda são bem claros. Já tinha vontade de ler A Single Man, agora fiquei doida pra ter esse livro com essa capa.

Tuca. disse...

Conseguiu já ler alguma das obras do cara?

Samir Machado disse...

Oi Tuca. Eu li o A Single Man, numa edição da Record de 1985 traduzida como "Um Homem Só". Achei muito bom, mas o filme é melhor.

Tuca. disse...

Nova Fronteira, fininho? Aparentemente tem na biblioteca daqui. Conferirei.

Se não achasse o filme tão bom, nem me daria ao trabalho. Como acho, ser pior que o filme não é exatamente falar que é ruim.

Samir Machado disse...

Isso, Nova Fronteira, confere (não acho meu exemplar aqui). Tem pequenas alterações no filme que melhoram o livro, a meu ver, como ser menos pessimista. Mas vale a pena.

Fabricio Waltrick disse...

Eu tenho essa versão de The Berlin Novels. É maravilhoso.

AddThis