sexta-feira, 25 de março de 2011

Chip Kidd sobre a capa de 1Q84

Traduzido meio na corrida, do release no site da Knopf, o sempre genial Chip Kidd fala sobre a criação da capa do próximo livro de Haruki Murakami.

“Tendo a honra e o prazer de criar todas as capas dos livros de Haruki Murakami em capa dura desde The Elephant Vanishes, estava particularmente ansioso para trabalhar em 1Q84, seu romance mais ambicioso e cativante atá agora (e isso já é dizer um bocado). Também, em termos logísticos o título do livro é o sonho de um designer, já que suas únicas quatro letras se adaptam facilmente a um tratamento fortemente icônico. A trama acompanha duas histórias a princípio sem relação que eventualmente se conectam uma à outra. A primeira envolve uma mulher chamada Aomamem, que num primeiro momento encontra-se descendo uma escada de serviço em uma movimentada autoestrada elevada, em Tóquio, para fugir do engarrafamento. Assim qeu chega ao chão, ela eventualmente é levada a crer que entrou em uma realidade alternativa, apenas levemente diferente da que conhece. Ela se refere à essa nova dimensão em sua menta como 1Q84 (o livro se passa em 1984 e em japonês a letra “Q” soa como “9”). Esse conceito se transforma em um dos temas principais do romance.

Lendo o manuscrito, logo me ocorreu que a dualidade da situação de Aomame poderia ser representada por uma interaçnao entre a sobrecapa do livro com a encadernação por baixo. Usando um velino semitransparente como sobrecapa, e imprimindo a imagem da mulher em um esquema positivo/negativo com o título na camada externa e o resto dela na capa encadernada, uma vez que a sobrecapa cubra o livro ela “completa” a imagem do rosto. Mas um estranhamento se mantém, e antes que o leitor leia qualquer palavra, ele ou ela é forçado a considerar a idéia de que algo está passando de um plano de existência para outro.

Além do mais, algo sempre a se considerar, fica bem legal” – Chip Kidd



2 comentários:

Leitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tuca. disse...

Excelente o post. Não fazia ideia de que o livro era com sobrecapa e tal.

AddThis