terça-feira, 13 de julho de 2010

Seis capas para a terça-feira

Uma característica de capas de livros de não-ficção, especialmente as relacionadas a assuntos não-literários, me parece ser a escolha pela funcionalidade no design, dando resultados que, embora à primeira vista possam parecer simples, resultam em capas bastante chamativas na prateleira da livraria (objetivo, no final das contas, de toda capa de livro). Pra compensar o atraso da falta de post semana passada, seguem seis capas para livros de não-ficção.

Lenin, Stalin e Hitler - A era da catástrofe social, de Robert Gellately (Ed. Record). Capa por Estúdio Insólito.



A Grande História: do Big Bang aos dias de hoje, de Cynthia Stokes Brown (Ed. Civilização Brasileira). Capa por Axel Sande, do estúdio Gabinete das Artes.



O Sul mais distante, de Gerald Horne (Companhia das Letras), capa de Rita da Costa Aguiar.



A teoria das janelas quebradas, de Drauzio Varella (Companhia das Letras). Capa de Warrakloureiro.



A Falsa Economia, de Alan Beattie (Zahar Editora). Capa por Sérgio Campante.



Uma história comestível da Humanidade, de Tom Standage (Zahar). Capa por Rafael Nobre.

Um comentário:

Rafael disse...

Olá Samir, Agradeço pelo seu post com as capas que fiz para a Zahar "Uma História comestível da humanidade" e "Alice". Abraços, rafaelnobre.com

AddThis