terça-feira, 10 de novembro de 2009

The Nabokov Collection

“De vez em quando, um projeto de sonho cai na sua mesa. Aqui vai um: redesenhar as capas de Vladimir nabokov”. O designer John Gall, recebeu essa tarefa. Como ele explica nesse artigo para o The Design Observer Group, partindo da idéia de que Nabokov era um dedicado colecionador de borboletas, Gall saiu-se com o conceito de cada capa como uma foto de uma caixa para coleção de insetos, cheia de pequenos objetos (papéis, alfinetes para insetos, memorabília) relacionados ao tema de cada livro. O tema une a coleção como um todo e permite uma grande variação nos layouts.

Para garantir a pluralidade do conjunto do trabalho, e também para não se matar no processo, Gall chamou diversos designers para criar as capas dessa coleção, que saíra para a Vintage Books.

Aqui vão algumas:

A defesa Luzhin, por Paul Sahre


Ada, ou Ardor, por Chip Kidd


Glória, por Martin Venezky


O olho vigilante, pelo próprio John Gall


Rei, Valete, Dama, por Peter Mendelsund


Riso no escuro. por Dave Eggers


Dezoito das vinte e uma capas (falta aparecer as de Lolita e Machenka ainda) podem ser vistas no slideshow aqui.

2 comentários:

marcos visnadi disse...

olha aqui aparecem mais lolitas

http://colunistas.ig.com.br/sergiorodrigues/2009/10/14/duas-capas-para-%E2%80%98lolita%E2%80%99/

nabokov tá com tudo?

A. Marques-Rodrigues disse...

O senso comum diz que não se deve julgar o livro pela capa. Eu penso, ao contrário, que um livro bom começa com uma boa capa (ou pelo menos uma boa edição de um livro).

Seu blog é primoroso. Parabéns.

AddThis